Squash Caicó RN

Squash em Caicó. Encontre aqui telefones e endereços de centros esportivos e lazer em Caicó que oferecem dicas e informações sobre Squash. Encontre também lojas de artigos esportivos em Caicó.

Atlético Clube Corintians
(84) 3421-2298
Rua Otávio Lamartine 25
Caicó, Rio Grande do Norte
 
Cof
(84) 3421-2611
Rua Zeco Diniz
Caicó, Rio Grande do Norte
 
Caicó Iate Clube
(84) 3421-1890
Avenida Seridó 316
Caicó, Rio Grande do Norte
 
Rotary Club de Caicó
(84) 3421-2710
Avenida Coronel Martiniano 1665
Caicó, Rio Grande do Norte
 
Academia Phisical Center
(84) 3417-1325
Avenida Coronel Martiniano 1309
Caicó, Rio Grande do Norte
 
Lions Clube de Caicó
(84) 3417-1833
Rua Clóvis Medeiros 62
Caicó, Rio Grande do Norte
 
Sesc Seridó
(84) 3421-2337
Rua Washington Luís 55
Caicó, Rio Grande do Norte
 
Aabb - Associação Atlética do Banco do Brasil
(84) 3421-2149
Rodovia BR-427 km 95
Caicó, Rio Grande do Norte
 
Clube Atlético Piranhas
(84) 3423-2524
Rua Mário Cavalcante
Jardim de Piranhas, Rio Grande do Norte
 
Cieaf Academia de Musculação
(84) 3417-2863
Rua Zeco Diniz 1336
Caicó, Rio Grande do Norte
 

Squash

Squash é um esporte praticado em quadra fechada, entre duas pessoas ou em duplas, com raquetes, uma bola, num espaço aproximado de 9,75 m de comprimento e 6.4 m de largura, com marcações específicas. O objetivo do jogo é bater na bola de maneira que o adversário não consiga rebater de forma válida. Os jogadores podem usar, para marcar o ponto, as quatro paredes da quadra (frente, fundo -normalmente de vidro-, e as duas paredes laterais). Uma partida é geralmente disputada até 15 pontos, podendo ser de três games, ou cinco games, à escolha dos jogadores ou dos promotores do evento esportivo. Acontece da seguinte forma: o jogo começa com o saque. Um atleta golpeia a bola com a raquete, de dentro da sua caixa de serviço – local de onde se deve sacar -, na parede frontal. Em seguida, ela poderá tocar qualquer outra parede, mas apenas uma vez no solo. Depois de golpear a bola, o atleta deve esperar que seu oponente tente devolvê-la na parede frontal. Como a quadra é relativamente pequena e a bolinha (de borracha) “pica” muito rápido. Exige um bom preparo físico, reflexos rápidos e precisos. O atleta precisa ter agilidade para bater na bola da maneira ofensiva e ainda se deslocar para o centro da quadra o mais breve possível, de modo que seu adversário possa rebater em seguida. As principais jogadas são: a “Paralela”; o “Voléio”; a “Bola de Duas Paredes” e a “Bola Cruzada”, além das duas interferências: o “Stroke” e o “Let.”Apesar do squash ainda não ser um esporte Olímpico, ele está presente nos seguintes eventos subordinados ao Comitê Olímpico Internacional: Jogos Pan-Americanos; Jogos Centro Americanos; Jogos da Comunidade Britânica; Jogos Asiáticos; Jogos Africanos; Jogos Universitários Mundiais, entre outros. A origem do squash gera muita polêmica e muitas histórias. Há quem diga que surgiu nas prisões da Inglaterra, no século XIX. Os presos, só com um cubículo para se exercitar, improvisaram nas próprias celas uma bolinha e jogavam com as mãos, sem raquetes. Outros relatos dão conta que é um esporte derivado do tênis.No Brasil, surgiu por volta de 1920, com os ingleses, que introduziram o novo esporte nos locais onde procuravam ouro. Há documentos que comprovam que em São João D’el Rey, nas minas de ouro da firma de mesmo nome, em Minas Gerais, existiu uma das primeiras quadras. O squash tem crescido muito no Brasil e é cada dia maior o número de adeptos. Por ser jogado em quadra fechada, permite sua prática durante todos os meses do ano. Muitas empresas do setor civil estão procurando construir quadras de squash nos prédios residenciais e comerciais, em construção, incluindo-as nas áreas de lazer. Em 2002 o Brasil ganhou sua primeira quadra toda de vidro (com visão nas quatro paredes da quadra) e, com isso, possibilitou um aumento de público e de transmissões para a TV. A quadra de vidro pode ser montada em qualquer lugar, (estacionamentos de shoppings, praças, ruas, áreas verdes) desde que respeitadas as medidas oficiais.