Exames Antidoping Ceará-Mirim RN

Exames Antidoping em Ceará-Mirim. Encontre aqui telefones e endereços de centros esportivos e lazer em Ceará-Mirim que oferecem dicas e informações sobre Exames Antidoping. Encontre também lojas de artigos esportivos em Ceará-Mirim.

Associação dos Servidores da Emater Rn
(84) 3271-1323
Rodovia 226
Macaíba, Rio Grande do Norte
 
Clube dos Caçadores
(84) 3223-2566
Avenida Presidente Bandeira 595
Natal, Rio Grande do Norte
 
Kennel Club Norteriograndense
(84) 3201-4567
Avenida Nascimento de Castro 1924
Natal, Rio Grande do Norte
 
Aero Football Center
(84) 3211-1480
Avenida Hermes da Fonseca 1400
Natal, Rio Grande do Norte
 
Casa do Marinheiro Natal
(84) 3201-3797
Avenida Almirante Alexandrino de Alencar 1285
Natal, Rio Grande do Norte
 
Abc Futebol Clube
(84) 3219-4354
Avenida Deputado Antônio Florêncio de Queiroz
Natal, Rio Grande do Norte
 
Clube Carneirinho de Ouro
(84) 3222-1536
Avenida Tavares de Lira 54
Natal, Rio Grande do Norte
 
Cepe - Clube dos Empregados da Petrobras
(84) 3235-3954
Avenida Euzébio Rocha 12
Natal, Rio Grande do Norte
 
Sesc Zona Norte
(84) 3214-7350
Rua Paranduva
Natal, Rio Grande do Norte
 
Albatroz Clube Sub Oficiais e Sargentos Aeronáutica Natal
(84) 3211-1536
Rua Trairi 401
Natal, Rio Grande do Norte
 

Exames Antidoping

O uso de drogas ou qualquer outro tipo de substância que melhore de forma artificial o rendimento de um atleta durante uma competição e que tragam efeitos prejudiciais ao mesmo é denominado doping. Aquele que faz uso de doping leva certa vantagem (desleal) em relação aos que não o fazem, por isso é considerado antiético e é proibido no esporte. O teste antidoping tem a função de detectar essas substâncias, bem como sua quantidade no organismo dos atletas, classificadas pela Agência Mundial de Antidoping.O teste é feito com urina, aproximadamente 65 mL, uma vez que é pela urina que são eliminadas substâncias tóxicas ao organismo. Para fazer o exame, o atleta é encaminhado para o controle de doping, onde fará a coleta da urina na presença de um responsável do evento de mesmo sexo, para que não haja fraude na coleta. No ato da coleta são analisados o pH e o volume da amostra, que depois é transferida para dois recipientes: prova e contraprova e enviada ao laboratório olímpico.A fase analítica do teste envolve técnicas de cromatografia gasosa e espectrometria de massa. O cromatógrafo tem a função de separar as substâncias encontradas no frasco prova e transferi-las ao espectrômetro, que fará fragmentos da molécula e quantificará cada pedaço obtido. Depois tais moléculas são rearranjadas e comparadas às proibidas pela Agência Mundial de Antidoping. Quando são encontradas substâncias proibidas na prova, é feito um novo exame com a amostra contraprova, obedecendo aos mesmos parâmetros do primeiro.Nos casos em que a contraprova também gera resultado positivo, a infração do esportista é informada ao órgão que controlam o processo e o atleta é punido, podendo ser eliminado da competição ou até julgado pelo comitê. O laudo do exame é entregue em envelope lacrado primeiramente ao órgão responsável, e não ao atleta.As substâncias vetadas são, geralmente, classificadas em quatro grupos:Estimulantes: tornam o atleta mais excitado, agindo diretamente no sistema nervoso. São capazes de eliminar a sensação de fadiga e o potencializar o desempenho do atleta. Dentre as mais comuns estão a anfetamina, a cocaína e o ecstasy.Narcóticos analgésicos: têm o poder de amenizar a dor e são usados com maior frequência no ciclismo e no pugilismo. Morfina e derivados são exemplos de doping dessa classe.Diuréticos: atuam na eliminação de água do organismo para que haja perda de peso, além de serem utilizados também para eliminar outras substâncias proibidas.Esteroides anabolizantes: aumentam a massa muscular do atleta (não-atletas também os utilizam para esse fim) e diminuem o tempo de recuperação. Podem ser consideradas as mais nocivas das substâncias vetadas.O doping pode trazer efeitos colaterais como comportamento agressivo, acne, lesões hepáticas, sudorese excessiva, choque anafilático, insônia, arritmia cardíaca, acidente vascular cerebral, cânceres, entre outros.Somente os laboratórios credenciados pela WADA – World Anti-doping Agency – são aptos a fazer o exame antidoping. Todos os atletas são submetidos ao teste sem serem avisados previamente.Referênciashttp://www.ff.up.pt/toxicologia/monografias/ano0607/esteroides/metodos.htmlhttp://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/perguntas_respostas/doping/index.shtmlhttp://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-e-feito-o-exame-antidopinghttp://listas.cev.org.br/cevdopagem/2004-September/000953.html