Caratê Cruzeiro do Sul AC

Caratê em Cruzeiro do Sul. Encontre aqui telefones e endereços de centros esportivos e lazer em Cruzeiro do Sul que oferecem dicas e informações sobre Caratê. Encontre também lojas de artigos esportivos em Cruzeiro do Sul.

Clube Recreativo do 61 Batalhão de Infantaria de Selva
(68) 3322-2266
Avenida 25 de Agosto 3224
Cruzeiro do Sul, Acre
 
Gremio Recreativo Esportivo Uniao Ltda
(51) 3764-1310
Rua Santa Maria 96
Cruzeiro do Sul, Rio Grande do Sul
 
Círculo Militar de Rio Branco
(68) 3224-6680
Rua Colômbia 40
Rio Branco, Acre
 
Clube Recreativo do 61 Batalhão de Infantaria de Selva
(68) 3322-2266
Avenida 25 de Agosto 3224
Cruzeiro do Sul, Acre
 
Antônio Das Graças da Silva Braga
(68) 3223-3728
Rua Epaminondas Jácome 2792 s 224
Rio Branco, Acre
 
Cruzeiro Foot Ball Clube
(51) 3764-1767
Rua General Neto 547
Cruzeiro do Sul, Rio Grande do Sul
 
Associação Atlética Banco do Brasil
(68) 3322-2673
Avenida Lauro Müller
Cruzeiro do Sul, Acre
 
Associação Atlética Banco do Brasil
(68) 3322-2673
Avenida Lauro Müller
Cruzeiro do Sul, Acre
 
Personal Trainning Academia
(68) 3227-5765
Rua Major Ladislau Ferreira 1257 qd 6 lt 13
Rio Branco, Acre
 
Academia Capitania do Esforco
(68) 3223-6924
Rua Francisco Mangabeira 315
Rio Branco, Acre
 

Caratê

Caratê é uma arte marcial de autodefesa originaria do Japão. A palavra caratê significa “mão vazia”. É uma arte marcial que ensina golpes para a autodefesa sem armas de qualquer espécie.O praticante do caratê é chamado de carateca.Atitudes positivas e autodisciplina são importantes na prática do caratê. Os principais objetivos são: o aperfeiçoamento do caráter, e a busca por maior eficácia de todo o corpo no momento da autodefesa. O método de combate dessa arte marcial baseia-se em posições iniciais de equilíbrio, que dão origem aos golpes, que podem ser socos ou chutes no adversário. A respiração deve ser controlada e é comum, no momento do golpe, que o carateca solte uns gritos especiais.A história da origem do caratê é muito curiosa. Por volta do século XV, na ilha japonesa de Okinawa, então dominada por fidalgos japoneses, foi proibido o porte de qualquer tipo de arma. Sem outra opção, as pessoas passaram a praticar formas de autodefesa sem armas. A esse novo método de autodefesa foi dado o nome de Okinawa-te.Séculos depois, para ser aceito como um esporte, para a prática do caratê foram estabelecidas regras para se evitar ferimentos e lesões graves. Dessa forma ficou mais dinâmico, exigindo maior técnica, velocidade, controle e estratégia.É muito grande a variação de estilos e de escolas de caratê. Algumas delas são: Shotokai, Goju-ryu, Wado-ryu, Shito-ryu.Shaolin, Shotokan, Matsubayashi-ryu, Shobayashi, Matsumura Seito, Kobayashi-ryu e Matsumura Motobu, entre outras.Como esporte existe dois tipos de competição no caratê:No tipo kata são atribuidos pontos para a performace do carateca, seja individualmente ou em grupo (trio). Os movimentos devem ser ágeis, harmoniosos e sincronizados, lembrando um pouco uma apresentação de ginástica olímpica. A avaliação é feita por 5 juízes.No tipo kumite há uma luta entre dois caratecas, com duração de dois a cinco minutos. São atribuidos pontos para os golpes desferidos variando, inclusive, o valor da pontuação dependendo da área do corpo do adversário que foi atingida. Devido ao grande número de estilos, há também uma grande variação nas técnicas e na pontuação atribuida a determinados golpes, como o Ippon, Nihon e Sanbon.O caratê pode ser praticado por crianças a partir dos 11 anos, e além dos beneficios já citados, sua prática desenvolve a mobilidade das articulações e a coordenação motora, melhora o condicionamento cardiovascular e o muscular.